Abi-Ackel Advogados aposta em estratégias ESG

O ambiente corporativo está mudando e o compromisso das organizações com os temas sustentabilidade e ESG ganha força nesse cenário de transformações no mercado.

Para se ter uma ideia, segundo o relatório anual “A Sustentabilidade na Agenda dos Líderes da América Latina”, da empresa de tecnologia alemã SAP, o número de organizações que têm estratégias com práticas sustentáveis aumentou em 2022, chegando a 69%. Esse número em 2021 era de 46%.

E, com essa consciência ambiental, o escritório Abi-Ackel Advogados é um dos primeiros do setor em Minas Gerais a aderir ao programa Amigo do Clima, uma parceria com a WayCarbon, empresa de consultoria referência em sustentabilidade.

Em abril deste ano, o programa Amigo do Clima deu início ao processo de cálculo das emissões de GEE do Escritório, utilizando as metodologias GHG Protocol e ISO 14.064. O objetivo é, ao final do inventário, compensar as emissões através da compra de créditos de carbono provenientes de projetos que geram benefícios socioambientais e de ações internas que visem a diminuição da geração de GEE.

“Precisamos ter em mente que não apenas as indústrias ou a agropecuária são responsáveis pela emissão de gases de efeito estufa (GEE), um dos grandes vilões do aquecimento global. Todos nós somos responsáveis pelas emissões de gases, como o dióxido de carbono (CO2)”, destaca a CEO do Escritório, Loyanna Menezes.

O mercado de carbono existe há três décadas, mas foi nos últimos anos que as operações de créditos de carbono tomaram a forma que vemos atualmente: desde grandes empresas buscando neutralizar suas operações até pessoas físicas querendo alternativas para reduzir suas próprias emissões.

Os créditos de carbono são uma unidade de referência certificada por auditorias independentes, que comprovam que um projeto sustentável evitou a emissão ou removeu da atmosfera uma certa quantidade de gases de efeito estufa. A unidade de medida padrão utilizada para quantificar e redução desses gases da atmosfera é uma tonelada de CO2 e (dióxido de carbono equivalente). A compra e venda desses créditos existe desde meados da década de 1990 e a auditoria desses créditos passa por organizações internacionalmente reconhecidas, como a UNFCCC, da ONU, por exemplo.

Para Sabrina Teixeira, Diretora de Comunicação e ESG do Escritório e especialista em Sustentabilidade e Responsabilidade Social, a iniciativa Amigo do Clima representa “ir além”.

“Sabemos que, com compromisso social e uso consciente de recursos, é possível reduzir significativamente a emissão de gases de efeito estufa, mas sabemos também que isso já não é mais o suficiente. As empresas precisam entender como o negócio em que atuam interfere no meio ambiente e investir em ações e recursos que possam causar impactos positivos de longo prazo. E essa é a nossa intenção como Escritório: fazer mais para nossas pessoas, nossos clientes e a sociedade como um todo”, afirma.

A expectativa é que, ao final do estudo, o Abi-Ackel Advogados tenha uma visão ampla do seu perfil de emissões de GEE e realize a compensação das emissões com créditos de carbono. Com o inventário de GEE em mãos, o Escritório pode traçar metas estratégicas de diminuição da emissão desses gases, fazendo sua contribuição para o Acordo de Paris, por exemplo.

De acordo com o CEO da WayCarbon, Felipe Bittencourt, o escritório de advocacia é um dos primeiros deste segmento a adotar a postura carbono neutro.

“O desafio da mudança climática necessita que todos se envolvam na luta contra o aquecimento global. Ao ser um dos primeiros escritórios de advocacia a conhecer seu impacto e compensá-lo integralmente, o Abi-Ackel deixa muito claro sua visão e protagonismo climático para seus stakeholders internos e externa”, destaca.

Sempre atenta a inserir pautas sociais no ambiente de trabalho, a CEO do Abi-Ackel Advogados, Loyanna Menezes, acredita que mais do que a ação em si, o projeto pode despertar uma consciência ampla nos outros escritórios de advocacia.

“A parceria com a Way e o Amigo do Clima foi pensada não só como um investimento para o escritório, mas para nossa cadeia de valor. Reduzir nosso impacto negativo no planeta requer um trabalho conjunto do mercado e da sociedade. Ter o Abi-Ackel na vanguarda dos escritórios de advocacia que apostam nessa iniciativa é motivo de orgulho! Que possamos inspirar outros a fazer a diferença”, conclui.

Fonte: https://diariodocomercio.com.br/mm2032/abi-ackel-advogados-aposta-em-estrategias-esg/

COMPARTILHAR

Publicações Relacionadas

Publicações Recentes

Áreas de Atuação

PROCURANDO ALGUMA INFORMAÇÃO ESPECÍFICA?

Entre com contato conosco

|

Assine nosso boletim informativo

Tradicionalmente Moderno

Informações de contato

R. Alagoas, 1049,
4º e 5º andares – Savassi – Belo Horizonte – MG – Brasil

Av. Brigadeiro Faria Lima, 4221, 1º andar – Itaim Bibi – São Paulo – SP – Brasil

Dev by